A pessoa pode ter o perfil técnico para trabalhar, mas não vai ter sucesso se não tiver uma atitude mais colaborativa e de adaptabilidade para mudar de rota e exercer o desapego no processo. É preciso ter jogo de cintura”, afirma Joana Cortez, em entrevista ao jornal Valor Econômico sobre os profissionais da Nova Economia buscados pela Organica People, nosso braço de recrutamento.

 

Leia a matéria diretamente na fonte, clicando aqui

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *