Retrospectiva Organica 2019

Também entramos na onda das retrospectivas e listamos neste blog post os acontecimentos e resultados mais importantes pra gente em 2019. Ah, falamos também um pouco das nossas expectativas para 2020, o ano da tração. Continue a leitura e confira!

  • Em 2019 tivemos 46 clientes na Aceleradora Organica.
  • Houve um crescimento de mais de 500% da nossa área de Conhecimento, que é responsável pelas palestras, viagens, workshops, mentorias e masterclass da Organica.
  • Nosso Instagram cresceu 200% e nosso LinkedIn 100%.
  • 13% dos nossos clientes fizeram Upsell.
  • Estivemos em todo o Brasil, acelerando pessoas e empresas e levando nossos produtos de conhecimento.
  • Tivemos clientes crescendo mais de 10x no faturamento.
  • Por falar em 10x, transformamos a nossa Venture Builder na Organica 10.4.3, pois acreditamos nas startups que têm potencial de crescer 10 vezes no primeiro ano, 4 vezes no segundo e 3 vezes no terceiro.
  • Na Organica valorizamos muito nossos rituais. Tivemos as reuniões semanais e mensais, o Never Hide (celebração de 3 meses na Organica) e a Mala de Aventuras (celebração de 1 ano). Realizamos também a nossa trilha de aceleração exponencial interna, com viagem para o SXSW em março, o workshop de para desenvolvimento de líderes corajosos em julho, e o Wild Wild 2.0 com o circuito de práticas e ferramentas de empatia em dezembro.
  • Fizemos várias entregas com muita gente maravilhosa.
  • Organizamos e participamos de diversos eventos.
  • Também vivemos uma molezinha entre um job e outro.

O que vem por aí em 2020

  • Novas trilhas.
  • Dois grupos para o SXSW.
  • Um grupo de Aceleração 10x com líderes de startups exponenciais (inclusive as investidas pela Organica 10.4.3).
  • Masterclass, palestras, workshops e mentorias pelo Brasil.
  • Mais assessment e hunting da Organica People

2020 será o nosso ano da tração

O próximo ano será de tração de entrega e resultado para a Organica. Queremos estar ainda mais próximos dos nossos clientes, estreitando ainda mais nossas relações.

Segundo a astrologia, 2020 será o ano do sol. Esperamos que ele traga força de vontade, garra e luz nas nossas entregas. Somos Beta Testers e User Centrics das nossas próprias metodologias e queremos que o mundo seja parecido com o que vivemos aqui dentro: transformador, colaborativo, desafiador e com a cada dia mais experimentações.

2019 foi um ótimo ano pra gente, mas vamos acelerar ainda mais em 2020! Feliz ano novo e até 2020! 🙂

Wild Wild 2.0: Empatia que contagia

Nós aqui da Organica não tivemos apenas aquela tradicional festa de fim de ano da firma antes do recesso coletivo. Vivemos o Wild Wild, um evento de dois dias para nos desafiarmos a fazer coisas pela primeira vez. O Wild Wild deste ano teve como tema a empatia, que não é um sentimento como muitos acreditam. É um conjunto de habilidades que a gente desenvolve a partir da vivência sequencial, ou seja, quanto mais a gente pratica, mais a gente aprimora. Com isso em mente, vivemos diferentes experiências para treinarmos nossas habilidades de empatia.

Começamos a segunda e o primeiro dia do evento muito bem. Exercitamos a empatia e vimos nosso ambiente de outra forma no Desafio Pimp com a Ong Pimp My Carroça. O Davi e o Ricardo foram nossos grandes mestres, que ensinaram pra gente tudo sobre reciclagem e tiveram as suas carroças pimpadas pelos artistas Ana Pra Rua e Nino Arte. 

Só no desafio foram recolhidos 291 kg de resíduos. O Desafio Pimp promove na prática três coisas muito importantes: empatia, educação ambiental e trabalho em equipe. Para fazer o desafio na sua empresa entre em contato com oi@pimpmycarroca.com.

Na sequência tivemos um almoço vegetariano e vegano na Casa Reviva, que reúne um coletivo de pequenos produtores de todas as regiões do Brasil. A Ong Reviva é uma organização sem fins lucrativos que desde 2013 desenvolve ações que tem o intuito de gerar água potável, educação e renda em comunidades remotas no Brasil e na África.

Seguimos para Atibaia, onde até o final do dia da terça participamos de dinâmicas, workshops e muitas trocas. Não podemos deixar de destacar o Workshop de Inteligência Emocional, conduzido pela Joice Maciel, psicóloga e consultora da Organica. A ação nos ajudou a ter uma melhor percepção individual e um maior cuidado sobre o impacto das nossas ações com o outro.

Por fim, vivemos uma oficina de percussão, descoberta e criação com o Igor Caracas para descobrirmos nossas vozes e as do coletivo. Através da harmonia percebemos que todos têm suas vozes no nosso time e que juntos nosso potencial é ainda maior. Compusemos uma música e tudo.

“Assim como as pessoas, cada instrumento escolhido tem a sua voz, o seu som. Para tocarem juntos em harmonia, precisamos orquestrá-los de acordo com sua característica sonora, estando atentos para compreender em que dinâmica escutarmos todas as vozes presentes.” – Igor Caracas.

Dividir a jornada com este grupo é um privilégio. Estes dois dias foram um encerramento lindo desse nosso 2019. Que tenhamos encontrado ainda mais ferramentas para compor nossa evolução constante, sempre JUNTOS.

Quando a mania da Organica de fazer workshop contagia todo mundo. Essa lindeza fez a nossa alegria em Atibaia. Só conseguimos chamá-lo pelo apelido: Org <3

2020 vai ser o ano da tração, com muitas outras fases para destravarmos e nos dá uma alegria imensa saber que vamos passar por tudo isso em time. Falamos mais sobre isso na nossa Retrospectiva de 2019.

Na nossa camiseta estava estampado um nó infinito, um símbolo budista de estabelecimento de uma conexão auspiciosa entre quem dá e quem recebe, sendo este estimulado pelo karma justo lembrando que os efeitos positivos futuros têm as suas raízes nas causas do presente.

Feliz 2020! Que o ano novo seja ainda mais incrível!

Dicas para realizar uma boa gestão no Natal e outras datas comemorativas

Então já é quase Natal novamente. A Black Friday passou e isso significa que é a última chance do ano para ter um saldo positivo de vendas.

Falando sobre o Natal, segundo uma pesquisa realizada pela Publya, cerca de 77% da população tem a intenção de dar presentes em 2019. Estima-se que cerca de 119,8 milhões de pessoas devem ir às compras neste ano. Ou seja, é uma época que é boa para se investir, mesmo com a economia e comércio meio morno.

Nesse post falaremos um pouco sobre como realizar uma boa gestão do seu comércio no Natal. Mais que isso, as dicas que daremos podem ser usadas para o ano inteiro, e com mais afinco em datas comemorativas. Boa leitura!

A meta é definir uma meta

É muito importante que desde o começo se estabeleça uma meta de vendas. Essa meta deve constar na lista de planejamento do período. Metas individuais e metas coletivas são importantes para se ter uma noção do objetivo a ser alcançado. Isso vai desde optar por trabalhar com loja física ou e-commerce até quanto se espera lucrar. Tenha isso em mente, defina metas. Sempre!

Escolha bem os produtos

Veja bem, não faz sentido colocar em oferta uma roupa de carnaval em pleno Natal. Da mesma forma também nem toda oferta que funciona no seu e-commerce funcionará na loja física. Além disso, aqueles produtos com uma boa saída o ano inteiro não possuem a necessidade de serem ofertados. O ideal é colocar aqueles itens que possuem pouco giro no estoque e também investir mais em produtos sazonais.

Saber negociar é uma arte

Após identificar quais produtos possuem mais saída no Natal ou outras datas comemorativas, é importante conseguir as melhores condições para eles. Para isso, é necessário negociar com seus fornecedores. Esse tipo de negociação é fundamental para que seu negócio sobreviva. Apenas reduzir a sua margem de lucro não é suficiente.

Coloque o valor total dos seus custos operacionais na ponta da caneta

Ao realizar a gestão no Natal ou outras datas comemorativas é importante ter noção do valor que será gasto no custo operacional. Trata-se de uma etapa tão importante quanto à negociação com seus fornecedores na busca de valores competitivos.

Utilize uma base de descontos reais

Nada irrita mais um cliente ao ver preços absurdos e enganosos. Algo que irrita mais que isso é apenas quando eles estão disfarçados de descontos. Dificilmente se terá uma segunda chance nesses casos. Dificilmente também esse cliente retornará ao seu comércio. Existem ferramentas que monitoram os preços o ano inteiro, e inclusive são bem utilizadas de forma a inibir a Black Fraude. Por isso, é importante manter uma boa imagem.

Trocas sem aborrecimentos

Tão irritante quanto se deparar com valores e descontos enganosos é se ver inserido numa saga burocrática na hora de fazer uma simples troca. O ideal é que haja uma comunicação simples e direta nesses casos. Uma rápida busca em sites como Reclame Aqui ou PROCON mostram que essa é uma das maiores reclamações de clientes. Esta é uma dor de cabeça que pode ser evitada. Importante também levar em conta o que o código de defesa do consumidor fala sobre o assunto.

Invista na divulgação

Geralmente sabemos que já é quase Natal por uma razão que vai além da folha de calendário. O mundo do comércio pega pesado quando o assunto é reforçar a data, e essa deve ser uma de suas metas. Investir em divulgação serve como um ótimo canal entre você e o cliente. Mas para que isso funcione é importante haver planejamento. Saber qual o budget disponível para investir em publicidade e quais os melhores canais faz diferença.

As dicas que fornecemos também servem para a Black Friday e outras datas comemorativas além do Natal. Recentemente lançamos um e-book com valiosas dicas para a Black Friday 2019, e você pode baixá-lo gratuitamente.

Não investir em divulgação, não criar promoções e não oferecer um pós-venda positivo são um tiro no pé que qualquer comércio deve evitar cometer. Ainda mais quando se trata de uma data importante como o Natal. Esperamos que com essas dicas você tenha Natal com saldo positivo.

Caso tenha ficado alguma dúvida sobre como realizar a sua gestão no Natal e outras datas comemorativas, deixe-a nos comentários! Até a próxima!

Vivendo no futuro: conhecendo as Cidades Inteligentes

Quando pensamos no futuro uma das imagens que temos em mente é a de carros voadores, robôs super inteligentes e toda uma estética vinda diretamente vinda dos Jetsons. Para nós essa é a ideia básica de como são as cidades inteligentes.

A realidade é um pouco diferente. Carros que voam ainda não estão rodando por aí. Apesar disso evoluímos um bocado quando o assunto é inteligência artificial e seus usos. E muito dessa tecnologia é revertida de uma forma positiva para uso das cidades inteligentes.

Em tempos em que o consumismo se torna um vilão que prejudica toda uma geração, cada vez mais se faz necessário buscar alternativas que tragam melhor qualidade de vida a cidade e seus habitantes.

Governos de todo o globo tem se dado conta da importância dessa forma de se portar perante o mundo e o ambiente que suas nações ocupam. Nesse post iremos falar um pouco sobre essas cidades e sua forma inovadora de pensar. Continue lendo!

Conhecendo melhor as cidades inteligentes (smart cities)
Chamamos de cidades inteligentes aquelas que o uso da tecnologia e inovação tem o objetivo de melhorar a vida de seus habitantes. Realiza-se uma avaliação e verifica-se em quais maneiras essa tecnologia traria mais benefícios se aplicada. Isso vai desde a coleta seletiva de dejetos até a forma de desenvolver novos meios de transporte e locomoção, e não apenas o fator tecnológico é relevante aqui. Segundo o Cities in Motion Index, do IESE Business School na Espanha, 9 quesitos podem definir uma cidade como inteligente. São eles: Capital humano, mobilidade e transporte, economia, governança, coesão social, meio ambiente, tecnologia, alcance internacional e planejamento urbano.

10 vencedoras do Netexplo Smart Cities 2020
Anualmente o observatório francês Netexplo premia as cidades que mais se destacam na questão de partilhar essas ideologias de cidades inteligentes. Trata-se do prêmio Nextexplo Smart Cities que é uma parceria com uma série de outras organizações. O pré-anúncio das cidades vencedoras dessa última edição ocorreu agora em 31 de outubro, que coincide com o Dia Mundial das Cidades. A lista das campeãs do Smart Cities Awards 2020 e suas respectivas categorias de destaque é:

– Austin, EUA (mobilidade),
– Dakar, Senegal (educação),
– Espoo, Finlândia (esfera de dados),
– Medellín, Colômbia (atratividade),
– Shenzhen, China (transporte),
– Santiago, Chile (finanças),
– Singapura (meta de carbono zero),
·-Surat, Índia (resiliência),
– Tallinn, Estônia (transformação digital), e
– Viena, Áustria (habitação).

O tema da conferência deste ano foi “Mudando o mundo: inovações e uma vida melhor para futuras gerações”.

Austin, uma cidade inteligente
Uma das nossas queridinhas entre as smart cities é a cidade de Austin, no Texas. Já falamos anteriormente sobre as maravilhas dessa cidade aqui e em uma série de posts sobre o SXSW. Este aliás é um dos pontos altos da cidade.  Mas não é o único: ela possui uma série de qualidades que a tornam uma smart city perfeita para seus habitantes. Seu jeito único e à frente de todo estado texano faz com que ela se destaque como uma flor no meio do deserto.

Anualmente nós da Organica damos as caras no SXSW.Para ter uma noção do que rolou no SXSW deste ano clique aqui e para saber quais atrações foram confirmadas para a edição de 2020 clique aqui.

Cidades inteligentes made in Brasil
No Brasil, as cidades inteligentes também começam a ter uma presença notável. Este já não é mais um conceito existente apenas lá fora.Desde Brasília, o compromisso de ser uma cidade que traz benefícios para seus habitantes é cada vez mais levado em conta. Desde cidades formadas desde a planta para esse fim até pequenas iniciativas que facilitem a vida daqueles que a utilizam.

São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Florianópolis, Curitiba, Palmas, Vitória e Campinas são cidades que figuram no ranking Connected Smart Cities. Esse ranking avalia cidades brasileiras com maior potencial de crescimento e desenvolvimento. Ele avalia 11 setores diferentes e vê como essas cidades se saem. Alguns entre eles: educação, mobilidade, saúde, segurança e empreendedorismo. Além desse ranking também acontece anualmente um evento com o mesmo nome que trata sobre esse tema.

Já falando sobre cidades inteligentes propriamente ditas, nós temos dois projetos que foram desenvolvidos do zero. Estamos falando das cidades de Pedra Branca, em Santa Catarina e Smart City Laguna, no Ceará. Leia mais sobre cada uma delas:

Pedra Branca
Há cerca de 15km de Florianópolis fica Pedra Branca uma cidade cuja origem remete a uma pequena fazenda. Hoje uma cidade-bairro, Pedra Branca se tornou referência no assunto sustentabilidade. A cidade segue à risca o objetivo para o qual foi criado. Esse objetivo é o de fornecer tudo que seus cidadãos precisam para viver com apenas uma caminhada. Isso é: educação, segurança, comércio e lazer. Empresas e até mesmo uma universidade fazem parte do lugar e a pretensão é a de que a cidade passe por uma expansão e que a quantidade de habitantes atuais de 8 mil passe para algo em torno de 40 mil moradores.

Smart City Laguna
Localizada em São Gonçalo do Amarante, a Smart City Laguna promete sustentabilidade e facilidade da acessibilidade para seus habitantes. ela prioriza a locomoção a pé ou de bicicleta. A cidade conta com um app oficial. Com ele é possível acionar socorro, saber sobre ofertas de emprego e até mesmo ficar por dentro das novidades com relação a eventos próximos, entre outras funcionalidades. Conectar os habitantes entre si assim como com a cidade torna essa uma ótima ferramenta. Sem falar que todo o projeto arquitetônico da cidade é pensado de forma a levar segurança, preservação do meio em que está inserida e acessibilidade.

O futuro são as cidades inteligentes. Por meio dessas iniciativas há uma vontade de contornar problemas tão comuns em cidades grandes. Essas smart cities aprenderam com as falhas alheias e tem trabalhado para facilitar a existência de seus moradores e com isso aumentar a qualidade de vida destes. Com elas podemos ver que qualquer solução é possível, basta pensar.

Gostaríamos de saber o que você acha sobre essas cidades inteligentes. Acha que elas são mesmo o futuro ou existe outra alternativa? Sabe de mais alguma smart city? Compartilhe com a gente seu pensamento nos comentários! Obrigado por nos ler até aqui, e até a próxima!

OZLLO é a quinta investida do ano da Organica 10.4.3

A OZLLO  é um marketplace de luxo que vende peças de grifes internacionais de segunda mão e peças de coleções passadas de marcas nacionais com até 80% de economia. Hoje, são  com cerca de cem marcas presentes no site.

A mãe da Zoë Póvoa, founder da OZLLO, tinha uma confecção e seu pai é fotógrafo publicitário. Então, ela sempre esteve nesse mundo da moda, mas nunca achou que ia trabalhar na área. Zoë queria chegar ao mercado financeiro e sua faculdade era integral. Entre um estágio de férias e outro, nasceu a OZLLO. Sempre sobravam roupas da confecção da sua mãe e Zoë começou a vendê-las em grupos no Facebook. Ela foi efetivada na área da Gestão e Projetos da B2W e foi conciliando faculdade, trabalho e suas vendas, que começaram a ser centralizadas em uma página do Instagram.

Com o fim da faculdade, no meio do ano passado, ela decidiu sair da B2W para transformar seu hobby em negócio. E em dezembro de 2018, a OSLLO passou a ser também um outlet de ponta de estoque online para várias marcas nacionais. Hoje, o site é dividido em dois: tudo que há de internacional são desapegos de pessoas e tudo que é de marcas nacionais são de ponta de estoque online.

Zoë conheceu a Organica por intermédio do seu professor de Startups, que é amigo do Renato Mendes. Ela procurou o Renato interessada em mentoria e ele a convidou para ter sua startup investida pela 10.4.3. Duas coisas que Zoë viu como pontos fortes aqui na Organica foram toda a parte de pessoas que desenvolvemos – a OZLLO vai começar a formação do seu time agora e quer construir uma cultura forte desde então – e o trabalho em marketing digital. Ela pretende potencializar sua máquina de vendas e melhorar a aquisição de canais. Para 2020, Zoë espera crescer 10 vezes, colocar ainda mais marcas no site e começar a atuar em outras frentes. 

Organica 10.4.3

A 10x4x3 investe em startups e faz elas crescerem 10x no primeiro ano, 4x no segundo e 3x no terceiro. A 10.4.3 é uma Venture Capital e spin-off da Aceleradora Organica, formada por especialistas da Aceleradora, investidores experientes em criar, acelerar e vender startups e mentores que são empreendedores experientes de startups de sucesso.

A 10.4.3 atua como um parceiro real das startups, dedicando-se apenas aos recursos de alto nível para acelerar e dinamizar as soluções ideais para cada modelo de negócio. Ela acelera startups em estágio inicial, buscando acesso à liquidez em até 24 meses, seja via investimento Série A ou venda estratégica. 

Siga a 10.4.3 no LinkedIn e saiba mais sobre como ela funciona!

100 Foods é a mais nova investida da Organica 10.4.3

A 100 Foods nasceu em maio de 2018 com o objetivo de facilitar alimentação saudável das pessoas, principalmente dentro casa. Paulo Ibri, CEO da startup,  precisou seguir uma dieta mais rígida para melhorar seu estilo de vida e estava cansado com a falta de sabor das comidas saudáveis, tudo era da mesma cor e do mesmo gosto. Com isso, ele começou a procurar alternativas em molhos e no mercado brasileiro – e se bobear até na América Latina – não existiam produtos 100% naturais de verdade. Foi aí que ele enxergou o buraco do mercado e começou a desenvolver a 100 Foods. Como a ideia da marca é ser 100% natural, sem conservantes e sem açúcar foi aí que surgiu o nome 100 Foods.

Com o posicionamento da marca, a 100 Foods deixou de investir no segmento de snacks saudáveis, que o mercado já enxerga como saturado. O que o Paulo quer é justamente ajudar as pessoas a fazerem refeições mais saborosas e saudáveis em casa, auxiliando na alimentação do dia a dia com uma linha de molhos e temperos saudáveis. Hoje, eles têm três temperos 100% naturais, sem nenhum tipo de aditivo, corante e glutamato monossódico, zero sódio e sem origem animal. Depois, eles trouxeram para o mercado brasileiro a primeira linha de molhos zero, 100% naturais, sem adição de conservantes, adoçados com stévia e zero calorias (com exceção da mostarda que têm 5 calorias). Junto com os molhos foi lançada a maionese de abacate, a primeira maionese com gorduras boas do mercado, e a maionese de proteína de ervilha, que já tá virando o carro-chefe da marca. 

O primeiro contato com a Organica surgiu através do irmão do Paulo, que tem um fundo de Venture Capital e conheceu o Renato Mendes em um evento, na mesma época em que o CEO estava procurando uma parceria para aceleração da marca. Paulo trabalhou com varejo a vida inteira, mas queria investir mais no digital da empresa. 

A 100 Foods está presente no Brasil inteiro e nas gôndolas das principais redes de supermercado de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná, Bahia e Pernambuco. Você pode descobrir onde encontrar os produtos no site: https://www.100foods.com.br ou comprar através do e-commerce. Para o ano que vem, a 100 Foods planeja estar em todos os estados brasileiros e diminuir o custo da maionese de óleo de abacate e transformá-la em vegana. 


Organica 10.4.3

A 10x4x3 investe em startups e faz elas crescerem 10x no primeiro ano, 4x no segundo e 3x no terceiro. A 10.4.3 é uma Venture Capital e spin-off da Aceleradora Organica, formada por especialistas da Aceleradora, investidores experientes em criar, acelerar e vender startups e mentores que são empreendedores experientes de startups de sucesso.

A 10.4.3 atua como um parceiro real das startups, dedicando-se apenas aos recursos de alto nível para acelerar e dinamizar as soluções ideais para cada modelo de negócio. Ela acelera startups em estágio inicial, buscando acesso à liquidez em até 24 meses, seja via investimento Série A ou venda estratégica. 

Siga a 10.4.3 no LinkedIn e saiba mais sobre como ela funciona!