A volta ao escritório: o que considerar?

Após alguns meses em casa na quarentena, algumas pessoas começam a voltar para o trabalho presencial. A grande maioria ainda deve vivenciar um modelo híbrido entre home office e volta ao escritório e além das medidas essenciais de cuidados com a saúde para esse momento, também é importante se preparar mentalmente e estruturalmente para essa retomada. Seguem quatro pontos que precisam ser discutidos:

1. Não voltaremos ao “normal”

A pandemia provocou uma nova realidade que afetou as relações de a estrutura de trabalho. Por tanto, não espere ao voltar uma mesma rotina, é importante se informar e ter clareza sobre como será esse novo funcionamento para que assim a readaptação aconteça.

2. Avalie o modelo de trabalho que será adotado

O processo de home office envolve preparação de estrutura física, organização de horários e treinamento para gerenciar as demandas de trabalho no ambiente familiar. A grande maioria dos profissionais tiveram que se adaptar sem nenhuma preparação. Para muitos o home office é viável e, para outros, a experiência prejudicou a produtividade. É importante mapear os impactos nas equipes para então criar o plano de transição e com isso construir uma retomada mais efetiva.

3. Crie um plano de transição

Cada empresa e setor tem um cenário específico, não existem recomendações únicas que funcionam para todos. Por tanto é importantíssimo que a volta aconteça mediante alinhamento claro entre a empresa e os colaboradores sobre as expectativas, o tempo de adaptação e qual será o plano de transição adotado. Uma comunicação detalhada e transparente contribui para que os colaboradores retornem com mais tranquilidade.

4. Mapeie os impactos da mudança nas relações

Na retomada é importante entender como ficam as demandas familiares nesse contexto. Integrar vida profissional e familiar não é fácil. Como fica o cuidado com os filhos na volta ao escritório? Muitas escolas não voltaram e muitas famílias não possuem rede de apoio. Acompanhe a situação dos colaboradores e veja se é possível flexibilizar mais o home office nesses casos ou ainda pensar em outro modelo de trabalho que ajude a colaborador a atender as demandas que ele precisa lidar. Assim sua empresa preservará as relações e aumentará a probabilidade de um retorno produtivo.

Independente das medidas que serão adotadas, ouça os colaboradores para criar um plano que atenderá tanto as necessidades deles, quanto da empresa. Respeite os protocolos de saúde e estabeleça um canal de comunicação transparentes e contínuo com todos.