JUNTOS – Max e Organica

Hoje tem que ser TEXTÃO.


Ontem à noite fui a mais um Day 1, mas foi o mais especial de todos por um simples motivo: meu mentorado Max Oliveira, fundador da MaxMilhas, estava no palco contando seu case.

Esse print foi da nossa primeira mentoria, um almoço no Le Jazz em 17 de maio de 2016. Foram duas horas de conversa intensa. Aquele mineirinho, quietinho, um pouco tímido e com tom de ingênuo trazia para mim uma história muito linda de superação e muitas dúvidas sobre o futuro.

Foram algumas rodadas de conversas profundas, eu sempre no meu estilo de provocá-lo ao máximo e ele sempre respondendo e crescendo a cada encontro. Quem já teve mentoria comigo sabe quanto posso ser provocativo.

Segundo ele, foi esta minha maior contribuição, provocá-lo e fazê-lo pensar grande. Você pode conferir mais falas do Max e sobre como a MaxMilhas mudou o mercado de milhas no país no site da Endeavor.

Fechado esse primeiro ciclo, seguimos nossa parceria, agora com a Max Milhas sendo Cliente da Organica. A empresa tinha menos de 15 pessoas, distribuídas em dois conjuntos. Foi um ano e meio de trabalho intenso, com o Max cobrando muito, sempre insaciável por mais, como na celebre frase: “vender da Black Friday é fácil, quero ver vender na primeira semana do ano” kkkk.

Sempre gostamos de clientes que nos puxassem para cima e com essa provocação criamos, em conjunto com a equipe da MaxMilhas, o Dia Mundial da Milhas, pelo qual na primeira sexta-feira do mês de 2017 faríamos um resultado histórico, duas vezes maior do que a Black Friday.

Ontem, escutando ele lá no palco contando sua trajetória e seus marcos, vejo como construímos juntos alicerces fortes, como: O Trabalho de Cultura, grande salto de vendas de 2016/17, o Dia Mundial das Milhas, entre outros.


Hoje Max é um grande amigo, dividimos muito eu com ele e ele com comigo. Aprendi com Max como ser mais simples, leve e humilde na gestão. Todas as novidades que criamos na Organica levo primeiro para ele, pois é uma pessoa com quem posso confiar e receber feed-backs verdadeiros.

Lembrar daquele mineirinho quietinho há três anos atrás e vê-lo ontem chamando a responsa de depois da palestra ainda cantar ao vivo pela primeira vez na vida no Day 1 (que só de palestrar qualquer um ficaria tenso…) me enche de alegria e preenche meu coração.

Parabéns, Max! Por toda sua linda trajetória e CONTE SEMPRE COMIGO, pois eu conto com você.