Eu já fui ao South by Southwest (ou SXSW), em Austin, nos EUA, em viagens nos mais diversos formatos: como executiva de multinacional, integrando um grupo de diretores, como viajante solo, durante um ano sabático, e, nas últimas vezes, com os meus sócios e um grupo de clientes, parceiros e amigos com quem compartilho a visão sobre esse novo mundo que se aproxima. Com esse histórico, acho que já posso afirmar com segurança que essa é uma viagem para ser realizada em grupo.

A primeira razão é até contraditória: como o SXSW tem literalmente dezenas de opções de programações simultâneas, cada pessoa vive o festival de uma maneira completamente diferente da outra. Se você estiver com 30 pessoas, pode ter certeza de que o grupo viverá 31 SXSW completamente diferentes. Durante o dia, vocês se perderão uns dos outros e se encontrarão várias vezes, trocando de salas, de prédios, procurando comida ou um banco para sentar.

Essa “trip” individual é justamente o que possibilita a segunda boa razão para viajar em grupo: a construção de um conhecimento coletivo. No final do dia, em torno de uma mesa, as histórias surgem e as peças começam a se encaixar. A sessão que um viu complementa o filme que o outro assistiu, o livro que alguém leu enriquece a pesquisa que está sendo realizada por outra pessoa. A 6th Street, coração da vida noturna da cidade, não é só lugar de agitação para espantar o cansaço, ela é quase uma catedral de insights. É onde o que todo mundo aprendeu durante o dia se sedimenta.

É uma experiência ao mesmo tempo coletiva e extremamente individual. Austin, aliás, é uma cidade que favorece essa reflexão solitária. Bares, parques e cinemas convidam para um mergulho reflexivo, e não são poucas as pessoas que saem de lá decididas a mudar algo em suas vidas. É um local onde a ficha cai. Pergunte por aí e você ouvirá várias histórias.

Isto dito, listo alguns conselhos para você programar a sua viagem em grupo para o SXSW em 2020:

1. Confie na diversidade. Viaje com gente inteligente e com backgrounds variados, que tire você da programação óbvia e ofereça visões novas sobre o mundo. O SXSW não é lugar de saber mais sobre o que você já conhece, é para você aprender o que nem sabia que existia.

2. Reserve um tempo para você. Deixe a ficha cair.

3. Não fique só no seu grupo, se misture. Se não for pedir demais, não fique só entre os brasileiros.

4. Ao voltar para casa, compartilhe o que você aprendeu e mantenha a chama acesa para o ano seguinte.

Artigo publicado originalmente na Época Negócios.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *