Alguns dias atrás fizemos um treinamento de feedback para o time de líderes da Rebel e, apesar de ser um tema conhecido por muitos, ele ainda é efetivo em poucas empresas. Compartilhamos abaixo os principais pontos de aprendizado que tivemos. Continue a leitura e confira!

O feedback tem dois aspectos a se considerar: é a melhor ferramenta de gestão que um líder pode ter, mas também é uma conversa difícil, ou seja, envolve temas sensíveis que desafiam nossa inteligência emocional.  Não importa seu ramo de atuação, pessoas ainda são pessoas e é preciso conhecer os fatores que as impactam no trabalho. 

Para além do conteúdo a ser levado no feedback é importante ter um preparo para identificar as necessidades e emoções da pessoa. Então, como fazer?

Um bom feedback é focado tanto em pontos positivos, quanto em pontos a melhorar. Por isso o líder precisa se preparar para o feedback. E na hora de se preparar foque nesses três aspectos:

1 – Feedback é sobre fatos

É importante recuperar situações específicas sobre a atuação que se deseja ou reforçar ou corrigir. Use o combo momento + comportamento + impacto. Em outras palavras: qual a situação + como a pessoa se comportou + qual a consequência desse comportamento. Assim, você terá clareza e ampliará a possibilidade de mudança ou de reforço do que a pessoa deve continuar fazendo.

2 – O objetivo do Feedback é crescimento

Quando o feedback é visto como uma avaliação ele gera medo e ansiedade. Então, é muito importante que se crie uma cultura de feedback enquanto ferramenta de desenvolvimento. Assim, as pessoas ficam mais abertas a ouvirem e efetivamente verem valor no que é dito.

3 – Seja curioso

Feedback é uma conversa. Seja empático e seja genuinamente curioso sobre as causas que a pessoa apresenta para certos comportamentos. Ao ouvir, você gera maior conexão e aumenta sua percepção do outro.

Ah! e atenção: Não vale dizer que sua dinâmica de feedback com a equipe é incrível se sua empresa não tem um processo estruturado e unificado. Conversas e trocas NÃO são feedbacks! Elas ajudam no meio do caminho, para que os colaboradores tenham alguns indícios de como estão sendo percebidos, mas é necessário rituais consolidados para que haja um acompanhamento concreto da evolução.

E você, o que acha do processo de feedback da sua empresa? Divida aqui com a gente iniciativas legais ou suas dúvidas em como melhorar. Até mais!

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *