Terça-feira é dia de #FazChover no instagram da Organica e quem conversou com a Priscilla Erthal na Live dessa semana foi o Diogo Garcia. Com o propósito de colaborar e conectar empreendedores no ecossistema de startups e inovação do Brasil, ele é um dos fundadores da Confraria do Empreendedor, um hub colaborativo com membros de Norte a Sul do país.

Diogo é Executivo de Desenvolvimento de Negócios com Venture Capital e Emerging Giants (Startups com alto potencial de crescimento) na KPMG Brasil, analista do Shark Tank Brasil, conselheiro do Instituto Êxito e ProLider, professor da XP Educação e palestrante/mentor nas áreas de Vendas e Inovação das agências Case Falá e Iiman. Confira a seguir 5 insights desse bate-papo!

1. A troca é fundamental para o empreendedor não se sentir tão sozinho 

Diogo é um vendedor nato. Ele gosta de conectar e ajudar pessoas e enxerga um amadurecimento do ecossistema de empreendedorismo no Brasil. Junto com a Confraria do Empreendedor ele busca tirar o empreendedorismo de palco. Com a sua pegada colaborativa, Diogo entende que o empreendedor é carente e está sozinho na maior parte do tempo. Ele queria trazer algo novo onde as pessoas pudessem se sentir vulneráveis. A Confraria tem um manifesto de compartilhamento, doação, contribuição e colaboração. Ela não tem fins lucrativos e conta com mais de 800 pessoas. A pandemia está mostrando a importância da troca entre as pessoas.

2. Nunca se falou tanto em comunidade

As comunidades não devem ser criadas com muitas regras e de uma maneira muito formal. Elas precisam ser orgânicas e ouvir as pessoas que estão ali. É necessário muita pesquisa e muito tête-à-tête. A comunidade adquire muito o espírito de quem cria. E a vontade de querer conectar foi o grande segredo do surgimento da Confraria. Os comportamentos são repetidos e a liderança é feita pelo exemplo. A colaboração e o espírito de servir são vírus do bem.

3. O Shark Tank busca ser a cara do Brasil e no País há muitos empreendedores, não só os que têm uma grande startup

O Diogo olha para cada negócio e pensa em vendas. Ao visualizar o problema, como é que vende é a primeira pergunta que ele faz, inclusive no Shark Tank Brasil, onde ele é analista e seleciona as histórias antes delas irem para a TV. Como atende a necessidade do cliente e a visão financeira de onde o empreendedor está e onde ele quer chegar são outras perguntas fundamentais. No pitch inicial, os empreendedores precisam ter essa visão de futuro e mostrar o que está sendo testado. Diogo tem um grande olhar para as pessoas. Ele busca saber do engajamento, background, tempo de investimento, como o produto será escalado e quais são as projeções futuras. A Confraria do Empreendedor é parceira do Shark Tank e 8 confrades são analistas do programa.

4. Está mais que comprovado do que a diversidade traz resultados melhores

O Vale do Silício disputa talentos entre si. O Linkedin contratou um profissional de El Salvador para uma posição no país. Ele só  falava espanhol e começou no seu emprego dos sonhos. Resultado: o profissional de mais alta performance do Linkedin não fala inglês. Atitudes com esta servem como espelho. Líderes mulheres tendem a ter mais mulheres no time. A diversidade precisa atingir um conceito mais amplo. Startups de outras regiões do Brasil precisam de mais visibilidade para replicar a projeção.

5. Existem grandes dificuldades, mas há muitas oportunidades para as startups

Proteger o caixa foi o primeiro momento das startups na pandemia. Elas precisaram ser ainda mais eficientes. Muitas negociações ainda estão em cima da mesa, sem contar nos atrasos e projetos em stand by. Mas o apetite do venture capital continua alto. Há muito dinheiro disponível. Mas tudo ainda não está do jeito que a gente quer. Faz parte da cultura das startups estar sempre se reinventando. É importante que elas tenham iniciativa de parcerias, esse é o momento para pedir ajuda, para tentar pivotar e ver outros tipos de negócio. Estamos em um momento de retomada e de olhar para frente. Quem é startupeiro sabe que mais de 70% quebram e que isso faz parte da jornada. Até os bares e restaurantes estão tendo que se readequar.

Espero que tenha gostado dos insights de hoje. Se você perdeu a live com Diogo Garcia, clique aqui e assista no nosso Instagram. E não perca as Lives Jeito Organica, Faz Chover e Líderes Corajosos. Elas acontecem todas as segunda, terças e quintas-feiras, respectivamente, no Instagram da Organica. Aproveite para seguir a gente por lá e até a próxima!

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *